segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

ANEL convoca resistência contra a alta das passagens

A comissão executiva estadual da ANEL Minas (Assembleia Nacional de Estudantes - Livre) lançou uma convocatória para todo o movimento estudantil, sindical e popular com o objetivo de realizar uma reunião que organize a resistência dos estudantes e trabalhadores da região metropolitana contra o aumento das passagens de ônibus. Reproduzimos e endoçamos o chamado da entidade abaixo:

http://cassaufam.files.wordpress.com/2010/06/logo_anel2.jpg
Lacerda: o transporte está uma vergonha!
Contra o aumento das tarifas de ônibus!

Em plenas férias escolares e em meio a vários eventos festivos promovidos pela prefeitura e as grandes empresas de Minas, o atual Prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda (PSB) “presenteou” os trabalhadores e os estudantes de Belo Horizonte com algo bastante indigesto: um aumento na tarifa de ônibus.
O aumento para os ônibus municipais foi de 6,5%, fazendo a tarifa subir de R$2,30 para R$2,45. A tarifa dos ônibus circulares também aumentou de R$1,65 para R$1,75 e a tarifa para vilas e favelas (microônibus de cor amarela) foi de R$ 0,55 para R$ 0,60. Fora os ônibus intermunicipais que em vários casos a passagem foi para mais de R$3,00. Esses dados são um absurdo considerando que o salário mínimo aumentou apenas R$1,00 por dia de trabalho, que não houve avanço na qualidade dos serviços de transporte e nem aumento significativo nos salários dos trabalhadores desse setor.
Esta medida demonstra mais uma vez que o prefeito Márcio Lacerda, governa segundo os interesses das grandes empresários, em um total descaso com os trabalhadores e a juventude belo-horizontina, que enfrenta todos os dias uma rotina de ônibus superlotados e longas esperas.
Recentemente, a câmara de vereadores aprovou um projeto de meio passe escolar (PL 1173/10). Apesar de representar uma vitória (BH nunca possuiu nenhuma lei nesse sentido), é ainda um projeto duvidoso, pois os recursos para sua implementação e o público beneficiário ficam em aberto na redação do projeto. Temos que ir para as ruas e lutar para que a pressão dos grandes empresários não acabe fazendo com que essas brechas sejam usadas para que mais dinheiro dos cofres públicos vá para essas empresas e apenas uma pequena parcela dos estudantes da cidade tenham acesso ao beneficio. As 6 famílias de empresários que dominam o setor de transporte na cidade  financiam as campanhas de vereadores e prefeitos, como é o caso de Marcio Lacerda. O “lobby do povo” a gente faz nas ruas.
Não podemos deixar que este aumento aconteça sem nenhuma resistência dos movimentos sociais. Chamamos a todos as organizações sindicais, populares e estudantis para organizar a resistência contra o aumento da tarifa dos ônibus e por uma verdadeira política de passe para os estudantes.
Em várias capitais do país como Salvador e São Paulo os estudantes já estão saindo as ruas em grandes atos contra os aumentos. Chegou a hora dos estudantes e trabalhadores de BH mostrarem suas forças.
 
Convocamos todos os ativistas e entidades dos movimentos estudantil, sindical e popular a estarem presentes na 1°Reunião de organização do Movimento contra o aumento da passagem em BH a se realizar na Sede da CSP-Conlutas (Rua da Bahia n°504 - 3° andar -  Centro) no dia 27/01 (quinta-feira) às 18h. Aguardamos a presença de todos. 

ANEL Minas Gerais
Contatos: Wardil - ANEL (8745-1489), Cássia - CSP-Conlutas (3271-2406)

0 comentários:

Postar um comentário