sábado, 13 de agosto de 2011


*Tonho Crocco, rapper de Porto Alegre/RS e ex-vocalista da banda Ultraman, gravou este vídeo para denunciar a votação em que os deputados estaduais do Rio Grande do Sul aprovaram o aumento de seus próprios salários em 76%. Crocco cita o nome dos 36 parlamentares que votaram o seu próprio favor e resume em poucas palavras o sentimento de revolta da população, que alguns dias depois viu o seu salário mínimo aumentar apenas R$ 35 (pouco mais que 1 real por dia de trabalho) e hoje sofre com os efeitos da inflação. Por sua combatividade, o rapper está sendo processado pela Assembleia Legislativa do estado, por iniciativa do então presidente da casa e atual deputado federal, Giovani Cherini (PDT), que entrou com ação no Ministério Público. De acordo com a decisão do MP o cantor terá que responder por crimes contra a honra e pode pegar até 1 ano e 2 meses de prisão.
 
Leia a nota do PSTU gaúcho sob o caso: http://pstugaucho.blogspot.com/2011/08/nota-do-pstu-rs.html

0 comentários:

Postar um comentário