quarta-feira, 30 de novembro de 2011


Em vários países do Mundo Árabe a juventude, junto aos trabalhadores, protagoniza grandes revoluções contra velhos regimes ditatoriais. Na Europa, a crise econômica internacional está gerando enormes ataques pelos governos, motivando os jovens a tomarem as praças e exigir seus direitos. Fortes greves unificadas têm levado milhões de trabalhadores a cruzar os braços, como na Grécia, Espanha e Portugal. Surgiram movimentos claramente inspirados nos exemplos de países como Egito e Tunísia. Em Wall Street, Nova Iorque, centenas de milhares tem se enfrentado com a polícia em enormes protestos anticapitalistas, que questionam os desmandos de banqueiros e empresários.  Mobilizações massivas também têm se ampliado pela América Latina, como se pode verificar pela luta dos estudantes chilenos, bem como as recentes ações dos universitários da Colômbia.

Essas crises e enfrentamentos com governos e regimes estão diretamente ligados à organização social, política e econômica vigente em todo o mundo: o Capitalismo. Mais do que nunca, se confirma a necessidade de uma ruptura anticapitalista e a atualidade da Revolução Socialista.

Nesta Sexta, 02 de dezembro, a Juventude do PSTU promove um debate sobre o Socialismo, o papel da juventude na luta revolucionária e o problema da organização política e estratégica. Convidamos você a estar conosco nessa importante atividade!

Data: Sexta, 02 de dezembro, às 18h30.
Local: Sind-Rede BH (Sindicato dos Professores da Rede Estadual), Av. Amazonas, 491, 10º andar – Centro.

Debate com:

PEDRO VALADARES
Professor da rede municipal de Belo Horizonte, dirigente do Sind-Rede BH e membro da Central Sindical e Popular Conlutas. É dirigente do PSTU-BH.



MARIAH MELLO
Estudante de Letras da UFMG, integrante do Movimento Mulheres em Luta (MML) e da Secretaria Nacional de Juventude do PSTU.



0 comentários:

Postar um comentário